terça-feira, 9 de agosto de 2011

Dia de ganhar meia e cueca

Éééééééééééééééééééé mulherada, tá chegando a hora de meter a mão na bolsa e fazer um agradinho pra nós. Dia dos pais é a oportunidade que toda mulher espera pra poder trocar as nossas cuecas surradas e meias furadas. Vocês sabem que homem que é homem como eu, macho e líder de manada, que não come mel, mastiga abelha, que não toma leite, torce a vaca, que quando vê uma barata voadora dá um pinote e sai correndo dizendo que tem um dragão na sala, não compra cueca nem meia. Toda mulher sabe que usamos as nossas cuecas até esgarçar e ficarem puídas e meias com furos não são um problema já que o pé fica dentro do sapato. Ih, seu marido compra? É um viad..., quer dizer, puxa, ele é moderno mesmo. Diz aqui pra mim: tens reparado que seus cremes andam acabando rápido demais? E você suspeitando da empregada, bobinha...

A tática usualmente utilizada pelo sexo feminino é sumir com nossas peças mais detonadas, aquelas pelas quais já nutrimos inclusive um certo sentimento. Quando falamos "amor, você não viu aquela minha cueca que era branca (hoje amarela) que perdeu a etiqueta e tem dois buraquinhos do lado esquerdo da bunda?" E ela, ao invés de esculachar, dizendo "qual, aquela que parece um trapo de mendigo que você usa pra guardar essa mixaria?" fala baixinho "não vi não amor" com aquele ar de vitória embutido na entonação. Claro que viu. Viu tão bem que pegou uma tesoura, cortou no meio e mandou pro lixo. Junto com aquela meia que não tem mais elástico e que tem um buraco pra cada dedo.

Nós não lavamos cueca no banheiro, sem chance. Durante um período de minha vida até pensei em abdicar do seu uso e criar o bicho solto, mas a iminência de um vexame com a namoradinha me afastou dessa tentativa. A cueca, para um homem em apuros, pode ser a sua melhor amiga, sua salvadora. Eu mesmo já tive uma síncope intestinal aguda e, na loucura de entrar na primeira porta pra aliviar a alma, nem vi se tinha papel. Claro que não tinha. A cueca vocês imaginam onde entra nessa história. (Como eu queria ver a cara de vocês agora kkkkkkkkkk "Nooooooooooossa, que nojeira....") A outra história foi em uma pescaria em que o mar tava batendo e não dava pra chegar na água....kkkkk. É ou não é pra ter um apreço especial por ela? E aí vem uma desalmada sem coração e despacha a coitadinha...

Meia então, se for a do futebol, que chega em petição de miséria, é arriscado até botar na máquina de lavar. Pode comprometer a roupa toda. Além disso, nossos meiões devem ser lavados geralmente à mão, tendo em vista o material. Nós não lavamos. Nossa mulher também não. A empregada, quando tem, faz vista grossa e aí, quando chega na outra semana e você vai procurar seu meião ele tá lá, do jeitinho que você deixou, pendurado no tanque ou então esturricado na varanda, sem ter sido lavado. Ou seja, pronto pra usar!

Eu, particularmente, já até reforcei o pedido de meias e cuecas desse ano. O negócio tá feio e, além disso, lá em casa é mais fácil ver o Thomaz e a Sophia fazerem um número do Cirque de Soleil do que achar o par da meia. Ultimamente pego duas meias, independente do modelo ou formato, abstraí. Sempre pergunto pra minha Giulli: "como você consegue isso? Não tem um par aqui, só pés diferentes! Eu tenho cara de Saci? Não é possível!" E ela, na resposta padrão: "jogo na máquina do jeito que você joga aqui". Bem, já viram que isso não se resolverá nunca...

Já as cuecas estão precisando de um recall mesmo.  Tenho umas pretas que estão ficando brancas de tão encardidas, aí não dá. Quer dizer, até dá, mas não quero que vocês fiquem achando que sou um bunda suja. Além disso, pedi também uma calça jeans porque as que eu tenho entraram comigo na UFF em 97 e me acompanham até hoje, fiel escudeiras.

E meia, pode esperar: é aquele pacotão básico que vem como uns seis pares. E que ficam no meu tornozelo, já que calço 44. 

Pelo menos, como pai de gêmeos, o presente é ao quadrado.  E quem sabe, me comportando, pode virar ao cubo, né meu amorzão, lindona, maravilhosa, cuti-cuti da minha vida?

13 comentários:

  1. Como é bom saber que ainda existem homens heteros neste mundo! Estou procurando um que me pega, me quebra e me conserta...mas, só um milagrem mesmo.

    Bem, nem vou falar sobre desarranjo, porque como papai dizia, o intestino nos iguala. Ele tinha toda razão.

    Mas, tu é cara de pau hein Cappelli? Só porque é pai de gêmeos quer ganhar presente em dobro? Ainda bem que tu caprichou no final do texto. Quem sabe essa estratégia dá certo?

    Lembranças a sua mulher - ela tem o ônus e o bônus de tudo isso. Duas mordidas para os gêmeos! Abs, Jemima.

    ResponderExcluir
  2. Kra tive que mostrar este post pro meu irmão pq ele ficou me olhando rir igual uma hiena qdo lia o texto...ADOREI a sinceridade rs...meu marido vai ficar triste so comprei um sapatenis pra ele...

    ResponderExcluir
  3. Homem quando compra cueca nova ou é gay, ou está traindo a mulher. Por que afinal contas de uma "desconhecida" eles tem vergonha dos furinhos. KKKKKKK

    ResponderExcluir
  4. Eu deixo esse negócio de meias e cuecas pra minha sogra, que vive comprando. Meu marido tem mais cuecas do que eu tenho calcinhas! rsrsrsrs Mas já falei pro marido "É dias dos pais, e não do marido, teu filho tem que te dar presente, não eu!" Hahahahaha, claro que vou ter que comprar algo para ele por que meu filho mau fala "meia", quem diria comprar algo. Ainda não sei o que comprar e não sei se chegará a tempo, por que vou comprar pela internet. Enfim... Feliz dia dos pais para você também, adorei o blog!

    ResponderExcluir
  5. Tô chegando...lí seu texto no MMQD e amei!
    gostei muito do blog e estou por aqui...

    Feliz dia dos pais!!! Que seja cheio de cuecas...rsrs

    ResponderExcluir
  6. Acabei de ler seu texto no MMQD, e como a Ana Campos aí de cima, corri pra cá..... morri de rir com seu texto..kkk!
    Adorei!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Oi Cappelli,
    Acabei de ler seu texto no MMqD, adorei e corri aqui para conhecer seu blog.
    Dei muitas risadas.
    Um abraço,
    Paula
    http://b-de-bel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Tbm acabei de vir la do MMQD e morri de rir com esse texto. Queria saber pq as meias de vcs nunca tem par. Temos aqui uma gaveta com uma imensa colecao de meias esportivas sem pares. E o meu amado nao consegue colocar uma meia na roupa suja ele tira pelo quarto mesmo. Ou seja encontramos meias jogadas pela casa toda ja que o meu filho as espalha com os carrinhos.E eu ainda me pergunto pq nao acho os pares?! hahaha
    Prazer em conhecer esse blog ja vou seguir
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Podem chegar que vou botando água no feijão!

    Fiquem à vontade!

    ResponderExcluir
  10. Acabei de conhecer o blog, e tô rolando de rir aqui! Até li pro meu marido, a parte "jogo na máquina do jeito que você joga aqui" é muuuito nossa cara, heheh!
    Já está no meu rss =)

    ResponderExcluir
  11. Cappeli, ri tanto que devo ter feito umas 500 abdominais. (coisa que só faço qdo gargalho mesmo, enfim...)

    É, meu amigo, nossa função é mesmo renovar a gaveta de cuecas e meias de vcs, vou te contar. Aqui o marido não quer que jogue fora nem qdo arrebenta o elástico. Hunf.

    Adoreiiiiiiiiiiii (histeria) o blog!
    Feliz dia dos pais.

    ResponderExcluir
  12. Sei que a postagem é antiga, mas não poderia deixar de comentar o quão engraçado foi ver um sujeito usando a camisa do time mais pó de arroz do Brasil insinuar que homem que compra sua própria cueca é suspeito de ser um pó de arroz, eu não sou pó de arroz (deus me livre!), mas compro sim minhas cuecas por dois motivos, primeiro é que esposas e mães compram cuecas baratas, aquelas de pacote com 5 unidades ou então cuecas comprada na baciada de loja popular, esses tipos barato de cuecas geralmente são desconfortáveis e apertam os testículos, na terceira ou quarta lavagem estão com o tecido mais rígido que uma lixa devido a baixa qualidade do tecido, mulher quando compra calcinha estica bem a peça e se for bem elástica para ela já está bom, com cueca é diferente, cueca tem que ser anatômica e se ajustar bem ao corpo e se não for do tamanho adequado pra te dá conforto não adianta esticar, vai é começar apertar na frente e entrar nas nádegas atrás de forma ridícula e constrangedora,segundo é que as mulheres hoje em dia valorizam bem mais o homem auto suficiente do que homens-bebês que dependem da mulher pra tudo. Agora um dica: para se prevenir de desarranjos intestinais não coma porcarias e nem faça misturas de alimentos em demasia, controle a gula e se for inevitável deixar de comer bugigangas leve um rolo de papel sempre na mochila, pois cueca e lenço não são suficiente pra limpar, vai subir a calça e sair fedendo por aí se não usar o velho e bom papel higiênico.

    ResponderExcluir